Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 11-10-2018
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 09-08-2018

Secção: Desporto

Campeão distrital da AF Guarda integra série B do Campeonato de Portugal e estreia-se este domingo em São João da Madeira
Manutenção é objetivo do Sp. Mêda
Por: Sara Guterres
Tempo de leitura: 3 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Cerca de 60 por cento do plantel da época passada manteve-se
Cerca de 60 por cento do plantel da época passada manteve-se  Clique na imagem para a aumentar.
O Sp. Mêda inicia no domingo a participação no Campeonato de Portugal e na mira do clube está a manutenção. Essa é a meta traçada por João Alonso, presidente da direção, que apostou na continuidade do treinador Rogério Afonso.

«Mais do que isso é praticamente impossível. É um grupo em que das 18 equipas há pelo menos dez que querem subir de divisão e, por isso, será muito difícil para nós», considera o dirigente. De uma coisa não tem dúvidas, «não vamos entrar com espírito de derrota», garante, afirmando que o objetivo é fazer «no mínimo» 30 pontos. «Para isso temos que ganhar jogos. Vamos ser uma equipa muito chatinha e entraremos em todos os jogos para tentar vencer, embora saibamos que vão aparecer adversários muito fortes», afirma João Alonso, segundo o qual «o querer, o empenho e a garra» por vezes falam mais alto. E é para entrar nos jogos da melhor forma que o plantel foi reajustado, pese embora cerca de 60 por cento da equipa da época passada se tenha mantido. «Alguns saíram por indisponibilidade, porque estudam fora e não têm tempo para treinar tantas vezes», explica o presidente medense.

Para equilibrar o plantel, o clube garantiu reforços como o defesa Matheus Alzemand e o médio Paulinho (ambos ex-Fornos de Algodres); o defesa central Alex e o médio Flavinho, ambos brasileiros que vão estrear-se em Portugal. Marco (ex-Estrela Almeida), Tiago Barra (ex-Sp. Sabugal), Filipe Gusmão (ex-Vila Flor), Rui Domingues e Diogo Domingues (ambos ex-Foz Côa) são as restantes novidades. As expetativas sobre este plantel renovado não podiam ser as melhores: «São jogadores já com alguma experiência e por isso é que os contactámos, para fortalecer a equipa», justifica João Alonso. Mas a preparação para um Campeonato de Portugal exige muito mais dos jogadores. «No Distrital havia miúdos que estudavam, que vinham treinar à sexta-feira e jogavam ao domingo. Este ano é praticamente impossível porque têm que treinar, no mínimo, três vezes por semana», ressalva o presidente do Mêda, frisando que «até devia ser mais».

Para o dirigente, as maiores dificuldades que uma equipa do interior enfrenta são «as deslocações e a questão financeira», apesar da atribuição de subsídios por parte da Federação. «Na ida às ilhas ainda não tenho a certeza que verba vão atribuir, mas outros clubes já nos disseram que apoiam com alguma coisa. Já é uma ajuda», assinala. Mas as dificuldades também se vão sentir em campo: «As restantes equipas do grupo vão tentar empurrar-nos para a descida, pois são quase todos vizinhos e as deslocações à Mêda são mais longas», considera João Alonso.

Conquista da Supertaça da Beira Interior foi «bom» sinal

Foi debaixo de uns abrasadores 42 graus que o Sp. Mêda conquistou, no sábado, a primeira edição da Supertaça da Beira Interior, ganhando nas grandes penalidades (4-5) ao Alcains.

«Apesar de ter sido a primeira vez que alguns jogadores jogaram juntos, foi um bom sinal», sublinha João Alonso, que acredita que «com trabalho» a equipa vai melhorar. «Gostei muito da sua prestação», confessa o presidente do emblema medense, que está expectante com a partida frente à Sanjoanense. «Já jogámos com eles quatro vezes na terceira divisão e vencemos sempre. Vamos ver se continuamos assim para começarmos bem o campeonato, seria o ideal», ambiciona o responsável. Na semana seguinte os medenses recebem o Gondomar e a 26 de agosto deslocam-se ao terreno do Recreio de Águeda. Recorde-se que apenas os dois primeiros de cada série se qualificam para um “play-off” no final do qual serão apuradas as duas equipas promovidas à IIª Liga. Pelo contrário, os classificados nos cinco últimos lugares de cada série descem automaticamente aos Distritais.


Votar:
Resultado:
51 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.