Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 11-10-2018
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 07-06-2018

Secção: Em Foco

Falta de enfermeiros obriga ULS da Guarda a fechar camas e a reorganizar serviços

O Governo definiu que a partir do dia 1 de julho os enfermeiros vão passar a fazer as 35 horas semanais, mas a medida vai comprometer o bom funcionamento dos serviços por falta de enfermeiros na Unidade Local de Saúde da Guarda.

Por: Luis Martins
Tempo de leitura: 3 m
 
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Carência de enfermeiros no Hospital da Guarda vai agudizar-se com redução do horário de trabalho
Carência de enfermeiros no Hospital da Guarda vai agudizar-se com redução do horário de trabalho  Clique na imagem para a aumentar.
Alguns serviços hospitalares estão em risco e podem mesmo ser encerrados com a entrada em vigor, no próximo mês, dos horários de 35 horas e sem a contratação de mais enfermeiros. A situação é de tal ordem que na Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda há graves problemas para fazer as escalas de julho nos diferentes serviços.

O Governo definiu que a partir do dia 1 de julho os enfermeiros vão passar a fazer as 35 horas semanais, mas na base de que seriam necessários seis meses para planificar a contratação de enfermeiros, o que não aconteceu. Na Guarda esta situação pode comprometer o bom funcionamento dos serviços e implicar mesmo a não abertura de unidades diferenciadas. «Decorrente da grave carência de enfermeiros, há dificuldades na elaboração de horários para respeitar a legislação dos tempos de trabalho. Só no Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica faltam mais de quinze enfermeiros, nas medicinas são mais vinte», elenca Honorato Robalo. O dirigente do Sindicado dos Enfermeiros Portugueses (SEP) acrescenta que «com a conquista das 35 horas para os 225 enfermeiros com contrato individual de trabalho na ULS são necessários mais 37 enfermeiros a partir de 1 de julho, além das necessidades para cumprimento das dotações seguras nos diversos serviços, em que são necessários cerca de 150 enfermeiros».

Segundo o responsável, há mais de 30 contratos de substituição de enfermeiros que estão em ausência prolongada por motivos de licença de parentalidade e doença, mas que não foram preenchidos porque «o Governo minoritário PS não autoriza, tal como também não permite a não substituição de enfermeiros reformados e falecidos». Além disso, cessaram os contratos de outros enfermeiros integrados em serviços onde a diferenciação de cuidados requer tempos mais prolongados, tendo já ocorrido a não abertura da Unidade de Cuidados Intensivos por falta de enfermeiros. «A taxa de ocupação máxima de Medicina Interna nem sempre se mantém devido à falta de enfermeiros e no Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica mantém-se a acumulação de postos de trabalho apenas com um enfermeiro», denuncia Honorato Robalo, que anuncia para dia 14 uma concentração do SEP.

Questionado por O INTERIOR, o Conselho de Administração da ULS da Guarda admite que o número de enfermeiros é insuficiente, «sobretudo quando há profissionais de baixa médica, a gozar licenças de maternidade/paternidade e de férias». Segundo a enfermeira diretora, Nélia Faria, esta situação será, «naturalmente, agravada com a redução do horário de trabalho de 40 para 35 horas semanais», sendo que a ULS pondera «reorganizar os serviços, podendo mesmo fechar algumas camas e reduzir períodos operatórios e de consulta externa». No entanto, para minimizar o problema, o CA «continuará a desencadear todos os mecanismos ao seu dispor para que a tutela substitua os trabalhadores em absentismo e autorize novas contratações», refere Nélia Faria numa resposta escrita.


Votar:
Resultado:
46 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.