Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 13-09-2018
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 12-04-2018

Secção: Atualidade

Marcha lenta contra portagens na A23 com forte mobilização
Tempo de leitura: 2 m
 
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Decorreu esta tarde uma marcha lenta contra as portagens na A23 e A25 e pela reposição das SCUT (autoestradas sem custos para os utilizadores).

O protesto foi organizado pela Plataforma P’la Reposição das SCUT’s na A23 e A25 e teve dois pontos de partida (Covilhã e Castelo Branco) em direção à rotunda da Lardosa. A iniciativa foi uma das resoluções aprovadas no Fórum Público pela Reposição das Scut’s, realizado a 6 de março na Covilhã, estando previstas outras ações, nomeadamente uma marcha lenta na A25 e uma ação de protesto em Lisboa, junto à residência oficial do primeiro-ministro, ambas a decorrer entre abril e maio, em data a anunciar brevemente.

A Plataforma de Entendimento, que junta associações empresariais, comissões de utentes, empresários e sindicatos da região, reitera que a imposição das portagens, «além de travar o desenvolvimento socioeconómico do interior, tem contribuído para um aumento significativo da sinistralidade rodoviária nas estradas nacionais». A Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB), a Associação de Empresários p’la Subsistência do Interior, a Associação Empresarial da Região da Guarda (NERGA), as comissões de utentes da A23 e A25, bem como as Uniões de Sindicatos de Castelo Branco e da Guarda reclamam do Governo uma «solução urgente» para colmatar o «impacto negativo» das portagens, mas todos os contactos com a tutela não tiveram «quaisquer efeitos práticos, sendo esta questão adiada de forma passiva e pouco transparente», lamenta a plataforma.


Votar:
Resultado:
40 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Comentários dos nossos leitores
Telmotelmololo@hotmail.com
Comentário:
Os cidadãos do interior foram espoliados do IP2 e IP5. Há um sentimento de revolta latente contra a classe política. Quando nos visitam devem ser tratados como merecem: desprezo total.
 

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.