Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 17-05-2018
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 08-02-2018

Secção: Opinião

Psst, Psst… Cavalheiros!
Tempo de leitura: 5 m
 
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

foto
 Clique na imagem para a aumentar.
Antes de iniciar o curso de Men Fashion Styling na Milan Fashion Campus, em Milão, (ufa!, tantas nomenclaturas, e ainda só vou a meio da frase…), sugeriram-me que atentasse pormenorizadamente na forma como a figura masculina dita comum se arranja no dia a dia.

Pois bem, fui até ao centro da cidade, sentei-me o mais confortavelmente possível junto à Igreja da Misericórdia e fiquei algum tempo a contemplar guardenses. Gente muito gira e simpática, sem dúvida, mas, sejamos honestos e admitamos também que, muitos deles, capazes de cometer erros bastante usuais no que ao “outfit” diz respeito.

Porquê?

Vamos ver as regras:

1 - Sapatos e cinto: sapatos pretos pedem cinto preto; sapatos castanhos pedem cinto castanho. Isto não tem nada que saber; é, aliás, a regra mais básica no que a este assunto concerne. Se também gosta de usar azul e cinza, recorde-se de que castanho e azul e, por sua vez, preto e cinza são igualmente conjugações ideais.

2 - Relógio: siga a linha de pensamento anterior e opte por bracelete castanha no caso dos sapatos e do cinto serem dessa cor ou por bracelete preta se os mencionados acessórios forem pretos. No caso de gostar mais de relógios de correia em aço, tente sempre conjugá-los com a cor da fivela do cinto; ou seja, se o relógio for dourado, a fivela do cinto deve ser dourada, se o relógio for prateado, também a fivela deverá ser prateada.

foto
 Clique na imagem para a aumentar.
3 - Botões de punho: ainda mantendo o raciocínio que temos vindo a fazer, alerto para combinarem os botões de punho com os relógios e as fivelas dos cintos e, assim, optarem só por prateado ou só por dourado. Se a intenção for usar botões de punho de tecido ou elástico, então procure tons que fiquem bem com as cores da gravata e/ou do lenço de lapela.

4 - Gravata: nem muito curta, nem muito comprida. Sei que vocês também sabem isto e acredito que o problema se prenda tão-somente com a pressa na hora de sair de casa, mas vale a pena perder alguns minutos extras e garantir que saem com a gravata a tocar na linha da fivela do cinto, já que é aí que ela deve ficar.

5 - Lenço de lapela: recebeu como presente um daqueles conjuntos em que o tecido da gravata e do pocket square é o mesmo? Se sim, o meu conselho é que não os use em conjunto. Segundo as regras mais atuais na moda masculina, gravata e lenço exatamente iguais não são a melhor combinação. Aqui a dica é que seja criativo, procurando mesmo fazer misturas menos óbvias; pode conjugar uma gravata de riscas com um lenço às bolas ou uma gravata lisa com um lenço florido. Já agora fica a advertência de que as gravatas mais largas, para já, devem ser deixadas na gaveta, pois a tendência atual é de que elas sejam ligeiramente mais estreitas.

6 - Outros acessórios: faça a conjugação de acessórios que mais lhe agradar visualmente, mas sem perder o bom senso. Procure ser discreto e não exibir tudo o que tem na mesma ocasião. Como já vimos, gravata e lenço de lapela é uma combinação segura (especialmente, se este for branco), mas pode optar apenas pela gravata e um cachecol ou até mesmo por acompanhar só o lenço com um alfinete de lapela. Tenho para mim que esta questão é muito intuitiva e que não vai sair de casa de gravata, lenço, alfinete, cachecol, luvas e chapéu!

7 - Meias: diga não à meia branca! Isto podia perfeitamente ser um slogan daqueles que são para levar muito a sério, é que aqui o branco só vai bem com ténis e de preferência também eles brancos. Para o dia-a-dia, aconselho-o a optar sempre pelo preto e a abraçar a segurança de que isto nunca falha (além do mais, na hora de arrumar as meias, convenhamos que é muito mais simples). Contudo, se tem uma atitude mais arrojada, seguindo as tendências do pitti uomo, arrisque as meias coloridas a conjugar artisticamente com as gravatas e os lenços de lapela.

8 - Padrões: regra geral, evite floreados e riscas em exageros, e fuja de bolas e bolinhas. Não há nada como padrões simples que lhe confiram um look clean e discreto. Se gosta de dar um pouco nas vistas, é nos acessórios que deve investir. Claro que tudo depende do contexto e que o conforto e o gosto pessoal nunca devem ser colocados de parte. Todavia, aconselho que o uso de camisas e camisolas com padrões menos convencionais se restrinja exclusivamente a ocasiões não formais. Note com particular atenção que, em contexto profissional, não deve nunca desviar as atenções para o seu outfit, mas sim procurar a maior discrição e sobriedade possíveis.

9 - Cabelo e barba: tendencialmente, os homens têm cabelos grossos de camadas espessas e oleosas, o que requer que sejam lavados diariamente a fim de lhes conferir um ar limpo e saudável. Também a barba, não obstante o tipo, deve ser frequentemente aparada, garantindo que molda corretamente o rosto. A barba curta, usualmente designada por barba de 3 dias, é a que, na atualidade, tem mais adeptos; contudo, atenção que barba comprida não é sinónimo de desleixe, é, aliás, uma tendência muito in que só exige um pouco mais de cuidado, como seja lavá-la diariamente, de manhã e à noite, com um champô adequado.

10 - Perfume: é muito mais do que um mero aroma agradável. A maioria das vezes, traz de volta memórias, reporta-nos a outros lugares, aviva emoções e desperta sentimentos. Ainda assim, é totalmente desnecessário exagerar na hora de colocar perfume, já que o importante não é a quantidade mas sim a qualidade. Duas ou três borrifadelas são suficientes. Pessoalmente, sou apologista de que não se use mais do que um perfume ao mesmo tempo, de forma a não misturar aromas distintos que se entranham na roupa e se confundirão no ar.

Garantidamente, se levar a sério estas dicas e as colocar em prática não haverá lugar a falhas, e, acredite, vai perceber a diferença, impô-la aos demais e sentir-se mais confiante.

Por: Joana Dente


Votar:
Resultado:
71 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.