Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 18-01-2018
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 04-01-2018

Secção: Atualidade

Covilhã e Fundão contestam concessão mineira da Serra da Argemela
Tempo de leitura: 2 m
 
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Decorreu esta manhã, na Assembleia da República, a audiência da Comissão Parlamentar do Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, onde foi abordada a concessão da exploração mineira da Serra da Argemela, no concelho da Covilhã.

Estiveram presentes os presidentes das Câmaras Municipais da Covilhã e do Fundão, da União de Freguesias Barco e Coutada, das Juntas de Freguesia de Silvares, Lavacolhos, e a professora Maria do Carmo Mendes, primeira subscritora da petição que solicita a adoção de medidas com vista à preservação da serra da Argemela, contra a extração mineira. A posição dos autarcas foi clara e contestam totalmente a atribuição de licença de exploração mineira na Argemela.

Vítor Pereira afirmou hoje perante a Comissão a necessidade de «sopesar as vantagens de natureza económica, social e as implicações no que diz respeito aos dados colaterais de uma exploração mineira. Estamos a falar de uma exploração a céu aberto, em socalcos, com recurso a explosivos e processamento de minerais com substancias tóxicas». Para o autarca são reais as preocupações quanto à contaminação dos lençóis freáticos, dos cursos de água e dos solos agrícolas.

O edil covilhanense frisa mesmo que o Rio Zêzere, situado na proximidade da área a concessionar, «vai desembocar à Barragem de Castelo de Bode, que como todos sabem, abastece Lisboa». «Lutamos por mais investimento na nossa região, mas não é sedutora uma exploração desta natureza. Empregos sim, mas não a qualquer custo. Temos o direito de preservar a nossa paisagem e propiciar saúde e felicidade às nossas populações. Trocar uma montanha verdejante por uns quilos de minério? Não, obrigado», concluiu o autarca.


Votar:
Resultado:
52 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.