Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 16-11-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 09-11-2017

Secção: Desporto

Serranos não perdem desde a sétima jornada, somando duas vitórias e quatro empates
Sp. Covilhã traz ponto da Póvoa de Varzim
Tempo de leitura: 2 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Defesa do Covilhã conseguiu controlar as investidas dos locais
Defesa do Covilhã conseguiu controlar as investidas dos locais  Clique na imagem para a aumentar.
Varzim e Sp. Covilhã empataram a zero, no domingo, em jogo da 13ª jornada da IIª Liga. O ponto conquistado no reduto poveiro não foi suficiente para manter a equipa de José Augusto no “top ten” da classificação, já que ocupa agora o 12º lugar com 17 pontos, os mesmos que Gil Vicente e Sp. Braga B.

Pressionado a vencer para fugir aos lugares descida, o Varzim entrou dominador no jogo e criou várias situações para marcar. A primeira surgiu logo aos 4’ num remate perigoso de Jimenez, respondendo de seguida o Covilhã com uma finalização de primeira de Erivelto após cruzamento de Diarra. Perante uma formação serrana na expectativa, o conjunto poveiro teve mais quatro ocasiões até ao intervalo, duas por Nelsinho, uma por Malele e outra num livre perigoso de Jean. Nos últimos dez minutos do primeiro tempo, nas poucas vezes em que incomodou a defensiva local, os serranos tentaram o golo com remates de Diarra e Fati, mas sem consequências.

A toada da partida manteve-se na segunda parte, embora o Varzim não tenha sido tão perigoso e revelou muitas dificuldades para desmontar a bem organizada defensiva do Covilhã. O reatar até foi promissor para os locais, com um desvio de Malele a um cruzamento de Baba Seck, mas o tempo foi passando e a equipa apenas ameaçou de meia distância. Confortáveis com o empate, os visitantes ensaiaram alguns contra-ataques, e, num deles, na sequência de um cruzamento de Erivelto, Reinildo poderia ter conseguido a vitória, mas, sem oposição, falhou incrivelmente o cabeceamento na pequena área, mantendo o nulo até ao apito final.


Votar:
Resultado:
45 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.