Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 16-11-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 19-10-2017

Secção: Cara a Cara

Cara a Cara - Marco Ribeiro
«A informação é a base para o controlo da Diabetes»
Tempo de leitura: 6 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Marco Ribeiro
Marco Ribeiro  Clique na imagem para a aumentar.
P - Porque foi constituída a Associação de Diabéticos do Distrito da Guarda?

R - Sou pai de uma menina a quem foi diagnosticada a Diabetes em junho de 2016, quando ainda tinha 6 anos de idade. Apesar de podermos saber algumas coisas sobre algumas doenças, nunca estamos preparados para o confronto com as mesmas quando aparecem. Eu e a minha filha passámos 21 dias no Hospital Sousa Martins, na Guarda, onde a equipa responsável pela Diabetes nos ensinou a viver e a controlar a doença.

Porém, as dificuldades apareceram após a alta hospitalar. A minha filha estava em idade de iniciar o seu percurso escolar e devido à doença houve necessidade de, junto da escola, realizar ações de formação quer a professoras, quer ao pessoal auxiliar, para que a criança pudesse fazer uma vida normal e se sentisse integrada no meio escolar. Também no dia-a-dia encontrámos alguns obstáculos. Um passeio normal passou a obrigar a levar connosco as insulinas, as placas térmicas para manter as mesmas em temperaturas frescas e uma balança para se efetuar a pesagem da comida.

Foram estas experiências e dificuldades sentidas que levaram a constituir a Associação de Diabéticos do Distrito da Guarda, a fim de colmatar uma lacuna existente no distrito para que se possa prestar apoio, assistência e acompanhamento em várias vertentes a crianças e adultos com Diabetes. A ADDG pretende chegar ao máximo de pessoas que necessitam de ajuda. Queremos fazer a ponte essencial entre o indivíduo diabético e as instituições de saúde e a comunidade.

P – O que tem feito e o que vai fazer a associação?

R - A escritura da ADDG foi realizada em 4 de agosto de 2017, pelo que nesta fase ainda estamos a dar os primeiros passos como associação. Temos uma equipa multidisciplinar que colabora connosco e um plano de atividades para 2017/2018 onde estão incluídas, ainda para 2017, a participação no Dia Mundial da Diabetes e sessões de esclarecimento em escolas do distrito da Guarda e ainda no concelho de Torre de Moncorvo. Para as escolas estamos também a organizar, para o 1º e 2º ciclos, um concurso de desenho tendo por base o livro “DiaeBetes e a Escola da Amizade”, da Dr.ª Fátima Manuela, e ainda uma peça de teatro baseada no mesmo livro que ficará a cargo da Academia Sénior da Mêda. Ainda neste mês de outubro iremos assinar um protocolo com a empresa Natura Empreendimento SA que permitirá aos nossos sócios usufruir de descontos no alojamento, serviços termais e fisioterapia complementar e nos serviços prestados nas valências de bem-estar no Longroiva Hotel Rural e Termal Spa e no Cró Hotel & Termal Spa. Nos próximos meses pretendemos inaugurar a sede oficial na cidade de Mêda, cujas instalações foram cedidas pela Câmara e futuramente estabelecer delegações nos concelhos do distrito. Em 2018 tencionamos realizar um campo de férias para crianças e adolescentes com o intuito de promover a integração social, bem como incutir hábitos saudáveis a adultos e crianças através de caminhadas pelo distrito e ainda promover contatos com restaurantes para que nas ementas seja dada a informação nutricional dos pratos e elaborar um guia de restaurantes que adiram à iniciativa

Criar uma página na Internet, para partilha de experiências e esclarecimento de dúvidas, jornadas da Diabetes, realização de workshops culinários, cooperação com IPSS’s do distrito, realização de rastreios/aconselhamento, e encontros de diabéticos, familiares e amigos também fazem parte dos nossos planos, nunca esquecendo que estas ações a serem empreendidas têm o objetivo de promover hábitos para o controlo da doença.

P – Quantos diabéticos há no distrito?

R - Na ausência de dados sobre o distrito e tendo por base o relatório “Factos e Números da Diabetes do Observatório Nacional de 2016”, a prevalência da doença na população portuguesa com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos foi de 13,3%, ou seja, mais de um milhão de portugueses. Quanto às crianças e jovens, em 2015, a diabetes tipo 1 atingiu 3.327 pessoas até aos 19 anos, cerca de 0,16% da população portuguesa nesta faixa etária. Em 2015 foram detetados 13,3 novos casos de Diabetes tipo 1 por cada 100 mil jovens com idades compreendidas entre os 0-14 anos

P – Quais são as principais carências dos diabéticos na região?

R - Existem várias, mas acima de tudo é o acesso à informação sobre a própria doença. A Diabetes é uma patologia sobre a qual existe uma quantidade alargada de mitos que necessitam de ser esclarecidos. Para este fim, nada melhor que a transmissão de conhecimentos essenciais acerca dela, como estratégia de capacitar ao máximo o individuo com Diabetes e/ou seu cuidador para controlar a própria doença. O controlo da Diabetes assenta em três grandes pilares – medicação, alimentação e exercício físico. O indivíduo diabético e seu cuidador são os principais responsáveis por manter o equilíbrio destes pilares, pois é o próprio indivíduo que tem o poder de decisão das ações a tomar. A falta de informação ou, por outro lado, o excesso de informação errónea resultam na resistência ao tratamento e/ou criação de hábitos não adequados que poderão comprometer o controlo da doença.

No entanto, também pretendemos envolver a comunidade no geral para promover a “descomplicação” da doença no seu todo, como, por exemplo, realizar refeições em restaurantes, praticar exercício físico, controlo através da medição da glicémia, toma da insulina, entre outros aspetos. No fundo, acreditamos que a informação é a base para o controlo da Diabetes.

P – Como devem fazer os interessados em contactar-vos ou em tornarem-se sócios da associação?

R - O contacto poderá ser efetuado através da página oficial de facebook (https://www.facebook.com/Associação-de-Diabéticos-do-Distrito-da-Guarda-368765216877077/), pelo telefone (93 423 83 99) ou por email (addg.associacao.diabeticos@gmail.com) . Para se tornar sócio basta preencher a ficha de inscrição e efectuar o pagamento da quota anual de 12 euros, não há pagamento de jóia.

Perfil:

Presidente da Associação de Diabéticos do Distrito da Guarda

Idade: 43 anos

Naturalidade: Luanda (Angola)

Profissão: Assistente Técnico na Câmara Municipal de Mêda

Currículo: Técnico Superior de Segurança no Trabalho

Livro preferido: Sem preferências

Filme preferido: “A Cidade dos Anjos”

Hobbies: Música (violino e guitarra)


Votar:
Resultado:
47 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.