Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 21-09-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 07-09-2017

Secção: Política

Conceito de “cidade inteligente”, virada para o desenvolvimento de novas tecnologias e a investigação, é a base do programa eleitoral do candidato do PS à Câmara da Guarda
Criação de emprego é prioridade de Eduardo Brito
Por: Luis Martins
Tempo de leitura: 3 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Eduardo Brito considera que a estratégia de Álvaro Amaro é «a economia do desperdício»
Eduardo Brito considera que a estratégia de Álvaro Amaro é «a economia do desperdício»  Clique na imagem para a aumentar.
Eduardo Brito considera que «nunca se falou tanto de emprego na Guarda como agora» e a justificação é simples para o candidato socialista à presidência da autarquia: «Toda a gente reconhece que a estratégia da atual maioria, esta economia do desperdício, não tem futuro e leva à ruína a cidade», afirmou o cabeça-de-lista durante a apresentação do programa eleitoral, na segunda-feira.

Num auditório repleto do Instituto Português do Desporto e da Juventude, Eduardo Brito sintetizou o mandato de Álvaro Amaro dizendo que o presidente social-democrata «trouxe para a Guarda uma política já gasta, dos anos 80, mas também uma empresa de flores e um conjunto de especialistas em eventos e festas, bem pagos, a grande maioria dos quais não é da região». O socialista garantiu ainda que a maioria PSD-CDS na Câmara criou «uma grande ilusão com festas copiadas de outros sítios e pensou com isto que o problema da Guarda estava resolvido, mas esqueceram-se do INE, que nos diz com regularidade como está o nosso concelho». O candidato voltou a prometer que vai baixar o IMI para 0,35 por cento, bem como as tarifas da água e outras taxas municipais.

Se for eleito, Eduardo Brito compromete-se também a criar um fundo de um milhão de euros para apoiar a fixação de empresas e de jovens empreendedores. E para o centro histórico tenciona adquirir imóveis para instalar estudantes, empresários e museus. «O “coração” da cidade tem que fervilhar de pessoas, de negócios e de cultura», disse, reiterando ainda que vai atribuir ao IPG uma verba anual de 400 mil euros para que o Politécnico «se internacionalize e financie projetos de investigação». O cabeça-de-lista pretende ainda apostar na economia social, que considera poder contribuir para dinamizar o mundo rural «com empregos qualificados e na compra de produtos agrícolas locais».

Coube a António Gil, coordenador do programa eleitoral do PS, elaborado com os contributos de mais de 50 pessoas, apresentar as suas linhas gerais. O fio condutor do documento é a proposta de transformar a Guarda em cidade inteligente com a criação de um Centro Empresarial e de uma incubadora de empresas, um Laboratório Europeu de Blockchain (tecnologia considerada a segunda fase da Internet), de um Laboratório de Agricultura Biológica em Altitude e outro dedicado ao ar puro. Os socialistas querem também criar uma moeda local, denominada “Sancho”, que só circulará na Guarda. «Será uma moeda que todos vamos ter e que nos permite gastar dinheiro aqui e não lá fora», explicou António Gil. O responsável acrescentou que o conceito de “Guarda cidade inteligente” é «o projeto ambicioso» que fará com que seja criado emprego e seja invertida «a tendência das pessoas saírem da cidade».

A criação da Casa do Clima e de um pavilhão multiusos, a implementação de um Plano Municipal de Saúde e de um programa de mobilidade concelhia, bem como a abertura dos museus dos jogos tradicionais, da alimentação e do ar puro são outras propostas da candidatura. Eduardo Brito quer ainda concretizar os projetos da “estrada verde”, de ligação da cidade à Torre, da Alameda da Ti’Jaquina e da Variante à Sequeira, mas também tornar a gestão municipal «mais transparente e participada».


Votar:
Resultado:
36 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Comentários dos nossos leitores
Mikemikealfa@hotmail.com
Comentário:
Pela primeira vez em 40 anos existe um plano de desenvolvimento para a Guarda com pés e cabeça-É ambicioso vamos ver se conseguem cumprir.
 

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.