Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 16-11-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 07-09-2017

Secção: Em Foco

Projeto vai arrancar no concelho que regista o maior número de dormidas hoteleiras na região e compromete definitivamente a escola anunciada em tempos pelo Governo de Sócrates para a Guarda
Covilhã vai ter Escola de Hotelaria
Por: Ana Eugénia Inácio
Tempo de leitura: 3 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Primeiros cursos vão abrir em outubro para 50 formandos
Primeiros cursos vão abrir em outubro para 50 formandos  Clique na imagem para a aumentar.
Está a nascer na Covilhã uma nova escola de hotelaria. A abertura está prevista para outubro, nas instalações da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB), no Parque Industrial do Tortosendo.

O arranque da Escola de Hotelaria da Covilhã deverá acontecer com 50 formandos, que terão a possibilidade de frequentar dois cursos de nível 5 em Cozinha/Restauração e Turismo de Ar Livre. Posteriormente a autarquia avança que poderão abrir cursos das áreas de Mesa e Bar e Animação Turística, bem como de áreas ligadas ao turismo de restauração. «Devido às necessidades do sector do turismo e à qualidade da formação que vai ser prestada, será possível alargar as ofertas formativas desta escola a cursos relacionados com o sector» afirma Vítor Pereira, presidente do município. Esta aposta vem colmatar uma lacuna no concelho e na região no que diz respeito «à formação e qualificação dos agentes do sector do turismo, esperando-se que ao mesmo tempo venha contribuir para aumentar a qualidade da oferta turística», acrescenta o edil.

Segundo Vítor Pereira, «a participação da autarquia permitiu viabilizar um projecto que, por um lado, vem colmatar uma necessidade de toda a região e, por outro, vai contribuir substancialmente para a qualificação de um sector de actividade cada vez mais importante na Covilhã e na Beira Interior». De resto, o autarca lembra que a “cidade neve” «lidera em dormidas hoteleiras na região». Segundo dados de 2013 da PORDATA, aquele concelho registou um total de 196.215 dormidas, encontrando-se em 30º lugar no ranking nacional. A Escola de Hotelaria da Covilhã vem ainda enquadrar-se numa estratégia do executivo municipal de «aposta na qualificação e capacitação turística da Covilhã, do seu património, dos seus produtos e dos agentes turísticos do concelho».

Está é uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal da Covilhã, com o Turismo de Portugal, Turismo do Centro, AEBB e AHRESP – Associação de Hotelaria Restauração e Similares de Portugal. Tidas estás entidades já estiveram reunidas no passado dia 29, com o objetivo de formalizar o início das atividades.

Hotel Turismo

Quando o Hotel Turismo da Guarda foi adquirido à Câmara pelo Turismo de Portugal, em maio de 2013, o Governo de então, liderado por José Sócrates, anunciou que ali iria surgir também a primeira escola de hotelaria especializada em saúde e bem-estar. Pouco mais de um ano depois, em outubro de 2014, o imóvel estava novamente no mercado e por terra caía a intenção de criar na cidade mais alta a tal escola de hotelaria. A decisão foi então justificada pelo Turismo de Portugal com a «reorganização da rede de escolas» em curso e com «os constrangimentos financeiros» que o país vivia, pelo que o momento não era considerado «indicado» para «delinear e investir num projeto alternativo».

Já em 2017, sete anos depois do espaço ter sido encerrado, foi apresentada uma nova alternativa. O histórico hotel incluído no programa REVIVE, mas esta solução implica ainda a concretização do acordado com a autarquia em maio de 2011. Isto é, o Turismo vai reabrir como unidade hoteleira e com a componente formativa vocacionada para proporcionar estágios de fim de curso a alunos de Turismo e Hotelaria da região. Questionado sobre a possibilidade da Escola de Turismo da Covilhã poder comprometer a componente de formação do Hotel Turismo, Álvaro Amaro, autarca da Guarda, declarou apenas que «nada vai limitar a venda do hotel».


Votar:
Resultado:
40 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.