Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 17-08-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 10-08-2017

Secção: Opinião

Crónica Política
Culto à personalidade, mentiras e bajulações
Tempo de leitura: 3 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Os cidadãos da Guarda foram brindados, no final do mês de julho do corrente ano, com mais uma preciosidade do executivo camarário – o Boletim Municipal.

Os carteiros lá transportam para cada caixa de correio, do cidadão da Guarda, a “voz do dono”! Gostava de saber se não haverá por aí uma perversão do direito a não receber publicidade. É que o “boletim municipal” configura um panfleto de publicidade, ainda por cima enganosa. Desde logo não é indicado o número de exemplares do mesmo. Depois falta a indicação da sua periodicidade. Grave, muito grave! Os “doutos” senhores percebem pouco ou nada de informação, o que não se estranha dado o seu fraco desempenho a nível nacional. O “boletim” é o exemplo acabado do culto da personalidade. O culto de personalidade ou culto à personalidade é uma estratégia de propaganda política baseada na exaltação das virtudes – reais e/ou supostas – do governante, bem como da divulgação positivista da sua figura. Não se julgue, no entanto, que os cultos de personalidade são apenas encontrados em ditaduras. Nada disso! Já fazem o seu percurso, com resultados bem apoteóticos, nas democracias.

O culto inclui cartazes gigantescos com frases bombásticas que procuram traduzir obra, bem como a sua constante bajulação por parte de certos meios de comunicação e muitas vezes perseguição aos que se recusam a aceitar tamanha patranha. O “boletim” municipal da Guarda, número 2, cuja publicação custou aos contribuintes, segundo consta do portal BASE – contratos públicos, a módica quantia de 10.500 euros mais IVA, é o paradigma do culto à personalidade do presidente da Câmara. Desde a primeira até à última página, em papel de altíssima qualidade, fotografias a cores, tudo é presunção, água benta e muita, mas mesmo muita, gabarrice. Tudo isto para demonstrar a vaidade de quem manda e a quem devemos obediência. Devemos? Talvez que alguém deva! A grande maioria do povo do concelho da Guarda não deve nada… paga para ver! Os enfeites apresentados querem fazer esquecer que a Guarda perdeu população; que a Guarda perdeu alunos no pré-escolar, ensino básico e ensino secundário, mais de 2.000 alunos de 2001 até 2016; o número per capita de médicos e farmacêuticos diminuiu; baixou o número de contribuintes para a Segurança Social; aumentaram os apoios da Segurança Social e, apesar dos milhões anunciados, para criar empregos, o desemprego aumenta!

Quanto ao Hotel Turismo, NADA! Quanto ao ambiente nem falar do abate de árvores, do estado deplorável de parques e zonas de lazer e aprendizagem lúdica o que é tudo, menos uma cidade que educa. Como culminar aí temos uma taxa de abstenção, em eleições autárquicas, das mais elevadas a nível nacional. Todos estes dados, e bem assim como outros, estão disponíveis no PORDATA e não em nenhum “boletim”. Tudo isto é prova de que pouco se pode fazer contra a vaidade humana que, mesmo em tempos republicanos e democráticos, insistem em práticas ditatoriais. Não sabem que a História é feita pelos povos. O tempo de reis, rainhas, marquesas, viscondes e, em particular, bobos terminou. Não sabem!

Por: Jorge Noutel


Votar:
Resultado:
52 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Comentários dos nossos leitores
Manuel António do Nascimento Coutinhonascimentocoutinho@sapo.pt
Comentário:
E O POVO ACREDITA E GOSTA.SIGA O BAILE E TOQUE A MESMA.......
 
Mikemikealfa@hotmail.com
Comentário:
É um insulto a todos os guardenses que foram espoliados empobrecidos e obrigados a escolher outras paragens.
 

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.