Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 17-08-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 18-05-2017

Secção: Sociedade

Secretário de Estado da Administração Interna apelou aos operacionais para «deixarem arder» se estiver em risco a sua vida
Defender vidas volta a ser prioridade na época de incêndios
Tempo de leitura: 3 m
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Jorge Gomes sublinhou que «Portugal sem fogos depende de todos nós»
Jorge Gomes sublinhou que «Portugal sem fogos depende de todos nós»  Clique na imagem para a aumentar.
O combate aos fogos florestais no distrito da Guarda vai contar com um dispositivo semelhante ao do ano passado, com três helicópteros, 151 veículos e 597 operacionais.

O anúncio foi feito pelo comandante distrital de Operações de Socorro (CODIS), António Fonseca, na apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) realizada na quinta-feira, na Guarda, e onde o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, marcou presença. «O distrito da Guarda tem um risco muito elevado de fogos florestais», realçou António Fonseca, para quem o combate aos incêndios deve começar pela «mudança de comportamento das pessoas». Se até ao início do século XXI se assistia a uma variação cíclica e quase previsível deste tipo de ocorrências, o responsável sublinhou que a partir de 2005 «verificamos uma alteração e essa evolução deixa de ser tão regular». António Fonseca assegurou ainda que têm sido introduzidas algumas melhorias «em termos de organização e de modelo de funcionamento», mas também se tem assistido à articulação entre os diversos parceiros envolvidos no DECIF: «Já não há aquela coisa de que cada um veste a sua camisola. Todos os operacionais, sejam sapadores, bombeiros ou GNR, já trabalham de uma maneira mais integrada e isso é fundamental para se conseguirem ganhos de produtividade e de eficiência», considerou o comandante.

Quanto à campanha deste ano, António Fonseca destaca que os objetivos são «dominar os incêndios na fase inicial, limitar os desenvolvimentos catastróficos e concluir sem vítimas». O objetivo de mortes zero é partilhado pelo Governo, com o secretário de Estado da Administração Interna a afirmar que «queremos mortes zero, logo a começar pelos nossos operacionais. Queremos que vão para o terreno, mas que regressem a casa exatamente da mesma forma como saíram», enfatizou o governante, apelando aos bombeiros para que não coloquem a vida em causa: «Se estão a pôr a vida em causa, deixem arder. Nada paga uma vida. É um trauma não só para as famílias, mas para a própria sociedade», rematou Jorge Gomes.

O secretário de Estado sublinhou que 2017 é um «ano atípico» e que, comparando com o mesmo período do ano passado, o número de ignições e os hectares de área ardida são muito superiores: «Em 2016, a 7 de maio, registámos 886 ignições e já tinham ardido 1.203 hectares. Este ano, no mesmo período, temos 4.848 ignições. Ou seja, conseguimos multiplicar por seis o que aconteceu no ano passado e passámos para 13.005 hectares de área ardida», destacou o governante. Uma subida que também se sentiu no distrito da Guarda, passando de 105 para 873 hectares de área ardida e de 16 ignições para 129, e que, segundo Jorge Gomes, fica a dever-se «a um ano em que tivemos uma severidade bastante forte, não tivemos chuva e temos muita matéria combustível».

O secretário de Estado da Administração Interna apresentou ainda as novidades no DECIF deste ano, como a disponibilização de um helicóptero exclusivo para a coordenação dos incêndios e a introdução de um “kit alimentar” para todos os operacionais destinado às primeiras 24 horas. Outra alteração é a ida de 1.350 militares do Exército para o terreno para o trabalho de rescaldo e vigilância: «Esta medida será fundamental e permitirá libertar os bombeiros, nem que seja para descansar», disse Jorge Gomes.


Votar:
Resultado:
41 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.