Última Hora | RSS RSS | Arquivo | Ficha Técnica | Classificados | Inquéritos | Fórum | Futebol | Tempo | Farmácias | Publicidade | Newsletter | Pesquisa Avançada | Contactos | Área de Assinantes
Edição de 17-08-2017
Pesquisa:

Arquivo: Edição de 16-03-2017

Secção: Atualidade

Homem abatido no aeroporto de Orly estava identificado
Tempo de leitura: 2 m
 
Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

foto
O homem abatido este sábado no aeroporto de Orly, em Paris, depois de ter roubado uma arma a um militar, estava identificado pela polícia e pelos serviços de informação, disse o ministro do Interior francês.

Em declarações à imprensa no aeroporto, Bruno Le Roux confirmou que o mesmo homem abriu fogo uma hora e meia antes do incidente no aeroporto, numa operação policial em Stains, a norte da capital, onde feriu uma agente. O condutor do veículo disparou sob três agentes numa operação stop quando ia apresentar os documentos do carro, ficando um deles ligeiramente ferido.

Segundo o canal BFM TV, o homem abandonou o veículo, um Renault Clio que havia previamente roubado, no departamento do Val de Marne, e ali roubou um outro carro, um Citroën Picasso, que posteriormente foi localizado no parque de Orly.

Foi por volta das 8h30 locais (7h30 em Lisboa) que o homem tirou uma arma a um militar no terminal de Orly-Sul, antes de se esconder numa loja. Acabaria por ser abatido pelas forças de segurança, segundo explicou à AFP o porta-voz do ministério do Interior francês, Pierre-Henry Brandet, acrescentando não haver feridos.

O incidente levou a que as autoridades evacuassem o aeroporto de Orly, fechassem os dois terminais e interrompessem o tráfego aéreo, obrigando alguns voos a serem transferidos para o aeroporto de Charles de Gaulle. De acordo com as informações que estão a ser avançadas pela imprensa francesa, o homem tinha 39 anos, nacionalidade francesa e com ligações ao tráfico de estupefacientes.

A polícia suspeitava que o homem se tivesse radicalizado durante o tempo em que esteve na prisão. Porém, a vigilância de que foi alvo terá sido interrompida numa altura que ainda não é conhecida, adianta o jornal "Le Figaro". Pouco depois de o homem ter sido abatido, a polícia lançou uma operação de busca de explosivos no aeroporto, pedindo às pessoas que não se aproximassem, nem tentassem furar o perímetro de segurança estabelecido.

Segundo a imprensa local, a polícia quis excluir a possibilidade do indivíduo não estar sozinho, tendo também entretanto confirmado que não foram encontrados explosivos. O pai e o irmão do homem abatido já foram detidos para interrogatório. Este incidente ocorreu no terminal de Orly-Sul. A TAP também opera neste aeroporto, mas a partir do terminal de Orly-Oeste, já reaberto.


Votar:
Resultado:
43 Votos
Imprimir Artigo
Enviar por Email
Comentário Privado
Comentário Publico
Adicionar Favoritos

Diga o que pensa sobre este artigo. O seu comentário será publicado online após aprovação da redacção.

Comentários Nome
Email
Código de VerificaçãoInsira os algarismos da figura
Anónimo
MEO Kanal 401262
© 2009 O Interior | Rua da Corredoura, 80 - R/C Direito C - 6300 Guarda | Telefone geral: 271 212 153 - Publicidade: 271 227 349 - fax: 271 223 222
Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.